QUEM SOMOS

A Fraternidade – Federação Humanitária Internacional (FFHI), é uma associação civil sem fins lucrativos, com atuação em 18 países e sede mundial no município de Carmo da Cachoeira (MG), a cerca de 300 km de Belo Horizonte. De caráter filosófico, cultural, humanitário, ambiental e beneficente, a FFHI reúne 21 associações civis nacionais e internacionais que, com grupos coligados, prestam serviços gratuitamente. Independente e neutra, a Fraternidade acolhe todos os credos, culturas e religiões e não tem vínculos com grupos políticos ou econômicos. Sustentada exclusivamente por doações, sem ser remunerada pelos serviços que presta, as ações que desenvolve são voluntarias, altruístas e abnegadas.

MISSÃO

Os alvos principais estão estampados no nome da Fraternidade – Federação Humanitária Internacional: praticar e disseminar a fraternidade entre todos os Reinos da Natureza, despertando e ampliando a consciência humana para a vida com paz, amor e altruísmo.

25

Anos de atuação

21

Associações Filiadas

22

Missões Humanitárias
realizadas

35*

Missionários voluntários
em ação

ATUAÇÃO

Fraternidade reúne a longa experiência de seus colaboradores, que atuam de forma voluntária, fraterna e abnegada por mais de 25 anos. Durante esse período, o trabalho se ampliou consideravelmente, e as vivências grupais e o serviço altruísta aos reinos humano, animal, vegetal e mineral promoveram a formação de diversas frentes humanitárias e de vida espiritual.

Ajuda Humanitária

Ajuda Humanitária

Cuidados com os animais

Cuidados com os animais

Preservação do meio ambiente

Preservação do meio ambiente

Educação

Educação

Cultura e Arte

Cultura e Arte

Vivência Grupal

Vivência Grupal

Atividade Ecumênica Espiritual

Atividade Ecumênica Espiritual

Todas as atividades da Fraternidade são realizadas sem custo para os beneficiados e sustentadas exclusivamente por doações. Colabore!

INSTRUTORES

José Trigueirinho Netto e Madre María Shimani de Montserrat, mentores das Comunidades-Luz, são os principais representantes do Ensinamento que norteia todo o trabalho conduzido no âmbito da FRATERNIDADE.

José Trigueirinho Netto,

6/2/1931 – 15/9/2018

José Trigueirinho Netto, filósofo espiritualista, é um dos membros fundadores da Fraternidade – Federação Humanitária Internacional, cofundador da Ordem Graça Misericórdia e também idealizador e fundador da Comunidade-Luz Figueira. É autor de 81 livros publicados originalmente em português, pela Editora Pensamento, e em espanhol, pela Editorial Kier. Parte dessa obra escrita começa a ser lançada em inglês, pela Irdin Editora; em francês, pela Éditions Vesica Piscis (Espanha); em alemão, pela Lichtwelle-Verlag.

Além dos livros, Trigueirinho tem sua mensagem registrada em mais de 3 mil palestras gravadas ao vivo e publicadas pela Irdin Editora. Coloca-nos em contato com aspectos de uma nova consciência e impulsiona-nos a viver uma vida fraterna, de paz e harmonia com o Universo.

Acesse o site de Trigueirinho >>>

Madre María Shimani de Montserrat,

Madre María Shimani de Montserrat, da Ordem Graça Misericórdia, é uma das fundadoras da Fraternidade – Federação Humanitária Internacional e co-fundadora da Ordem Graça Misericórdia e da Associação Maria.

Está dedicada ao trabalho de oração e transmissão dos ensinamentos dos Mensageiros Divinos: a Virgem Maria, Cristo Jesus e São José, difundidos pela Associação Maria e pela Misericórdia Maria TV. Também é responsável pela orientação e acompanhamento das Comunidades-Luz.

Suas conferências e livros, disponíveis no site da Editora Irdin, enfocam a situação planetária atual e as amplas perspectivas da humanidade. Contém indicações das Hierarquias Espirituais que nos assistem neste momento de mudanças, as quais nos convidam ativamente à oração e ao autoconhecimento.

PRINCÍPIOS

  • O princípio da Fraternidade é bastante amplo e permeia todas as ações do trabalho espiritual realizado, tanto na Federação como em todas as suas Filiadas. Ser fraterno pressupõe estar permanentemente de prontidão, em alinhamento com os planos superiores de consciência, para servir aos nossos semelhantes e a todos os Reinos da Natureza, visando sempre a busca da paz e do bem geral. A convivência fraterna e a verdadeira união surgem quando se busca a alma e se pratica a caridade.
  • Unidade de Propósitos deve permear os servidores da Fraternidade, visando sempre ao bem geral. Essa atitude, unida à busca de união em nível de alma, permite que todos estejam irmanados em torno de uma meta maior. Para tanto, cada um deve estar voltado para a própria união com seus níveis internos.
  • O Serviço aos Reinos de forma incondicional e desinteressada é um princípio que nos remete à vocação da nossa alma, que é a de servir e se doar à elevação dos reinos humano, animal, vegetal e mineral. Por outro lado, se servirmos conduzidos pelo nosso nível interno, estaremos de fato contribuindo para a realização dos Propósitos Divinos. Permeados por essa intenção, acabaremos por elevar todos os seres: os que receberão a ajuda e o grupo que estará realizando a tarefa.
  • A Doação – Todas as ações da Fraternidade são ofertadas gratuitamente e manifestadas voluntariamente pelos servidores, os quais devem estar doados a uma causa superior. A condição de “estar doado” é a mola que impulsiona todo o trabalho, cuja participação é espontânea, voluntária e não remunerada. Destaca-se que não existe cobrança de nenhuma espécie a quem recebe os frutos desse trabalho abnegado.
  • A Austeridade – O princípio da Austeridade pressupõe o equilíbrio e a harmonia com a Vida Única e com o Ser Interior, de forma que nos tornemos mais conscientes dos Propósitos Universais. À medida que cada colaborador adotar essa atitude interna, o grupo como um todo dará um passo na direção da austeridade, essa capacidade que cada um desenvolve ao ser econômico, simples, prático, equilibrado, harmonioso, preciso nas ações e nos gestos e no permanente desenvolvimento e oferta dos seus dons.
  • Transparência – A transparência é um princípio fundamental para a atuação em um grupo de seres a serviço, pois considera como valor a unidade de todos em torno dos Propósitos Divinos, que devem permear e suportar cada tarefa.  Ela se dá quando cada servidor se expressa de forma verdadeira e fraterna, levando sempre em conta que a meta grupal deve prevalecer sobre os interesses individuais.

Ouça o áudio de José Trigueirinho Netto sobre o tema